O Pecado da falta de oração

O Pecado da falta de oração

Portanto, comete pecado a pessoa que sabe fazer o bem e não faz. Tiago 4:17

Nunca devemos esquecer que a oração não é só para petição , mas também para a proteção e para a preparação. A oração não só nos dá o que queremos, ela nos prepara e nos protege do que não queremos.

No Jardim do Getsêmani, Jesus estava em agonia enquanto contemplava os horrores da cruz. Tudo o que Ele queria que os discípulos fizessem era estarem presentes e orarem. Sendo Deus, Ele sabia o que estava à frente. Ele conhecia cada detalhe. E assim Ele orou: “Meu Pai, se for possível, tire este cálice de mim, no entanto, não seja como eu quero, mas como tu queres.” (Mateus 26:39)

Tudo o que Jesus pediu foi alguma companhia. Ele não precisava de um sermão, Ele precisava de alguns amigos. Mas seus amigos estavam dormindo. E este foi o resultado direto do pecado da auto-confiança.

O mesmo pode ser verdade para nós. Oramos quando pensamos que precisamos orar. Quando a crise chega, quando chegam más notícias do médico, quando somos demitidos, quando estamos tendo problemas com o nosso casamento ou problemas com nossos filhos, o que fazemos? Nós oramos. E isso é bom. É o que devemos fazer .

Mas o que acontece quando as coisas estão indo bem? Quando as contas estão pagas, quando o trabalho está bom, quando não há más notícias de qualquer frente, você ora então? Será que é porque você acha que não precisa? É por causa da auto-confiança?

A falta de oração realmente pode ser um pecado. O pecado não é apenas quebrar um mandamento, embora inclua isso. Há também o pecado de omissão. Tiago 4:17 nos diz: “Portanto, comete pecado a pessoa que sabe fazer o bem e não faz.”

Frase Resumo:

Orgulho e falta de oração andam de mãos dadas .

MJ


Envie seu próprio post

[formidable id=”8″]