Fruto do Espírito – DOMÍNIO PRÓPRIO – Parte IX

Fruto do Espírito – DOMÍNIO PRÓPRIO – Parte IX

Gálatas 5.23 mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.

A palavra grega egkrateia, traduzida por “domínio próprio”, significa autocontrole, domínio dos próprios desejos e apetites. Aplicava-se à disciplina que os atletas exerciam sobre o próprio corpo (ICo 9.25) e o domínio cristão do sexo (ICo 7.9).

A falta de domínio próprio já derrubou reis e tiranos. A história ilustra isto. Alguém disse uma vez: “Existem homens que podem comandar exércitos, mas não podem comandar a si mesmos. Existem homens que com suas palavras inflamadas podem cativar multidões, que não conseguem ficar quietos diante de provocações ou insultos. O maior sinal de nobreza é o domínio próprio. Ele é mais sinal de realeza do que coroa e púrpura.”

A mãe de John Wesley escreveu uma vez para ele, enquanto ele ainda era estudante em Oxford, assim: “Tudo que aumenta a autoridade do corpo sobre a mente é mau.”

ILUSTRAÇÃO BILLY GRAHM – Há poucos dias eu estava junto com um homem que estacionou em uma área proibida no aeroporto. Um funcionário lhe pediu gentilmente que estacionasse um pouco adiante, onde fosse permitido. Ele respondeu com nervosismo: “Se você não tem farda de policial, então cale a boca.” Este cristão estava tão nervoso e tenso por causa das responsabilidades que pesavam sobre ele que tinha perdido quase todo o controle sobre seu temperamento. Ele não tinha mais temperança.

Domínio próprio quanto a roupas é modéstia apropriada.

Salomão escreveu: “Vale mais ter paciência do que ser valente; é melhor saber se controlar do que conquistar cidades inteiras” (Prov. 16:32, BLH). A Bíblia Viva faz uma paráfrase da última parte do versículo: “É melhor ter domínio próprio do que comandar um exército.” O autor de Provérbios disse ainda: “Quem não sabe se controlar é tão sem defesa como uma cidade sem muralhas” (25:28, BLH).

Paulo ensinou a importância do domínio próprio. Qualquer atleta que queira ganhar uma corrida deve treinar até controlar totalmente o seu corpo, diz ele aos seus leitores. E enfatiza que o prêmio não é uma coroa perecível, mas uma que dura para sempre: “Todo atleta em tudo se domina; aqueles para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível. … Eu esmurro o meu corpo, e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado” (1 Cor. 9:25, 27).

Nunca foi tão necessário ter domínio próprio em todas os aspectos da vida como hoje. É imperativo que os cristãos sejam o exemplo em uma época em que violência, egoísmo, apatia e vida indisciplinada tentam destruir este planeta. O mundo precisa deste exemplo, algo firme em que possa segurar, uma âncora em mar bravio.

Durante séculos os cristãos pregaram que Cristo é a âncora. Se nós, que temos o Espírito Santo vivendo e atuando em nós, falhamos e caímos, que esperança resta para o mundo?

Extraído (Pr. Daniel Dutra) e Adaptado (Pr. Max Jefferson)

É sem palavras isso é muito sério mesmo dominar seus próprios desejos e vontades, só é possível com uma vida reta diante de Deus, uma vida de oração, de leitura de sua palavra de comunhão com Deus e com a Igreja(irmãos), somente assim conseguiremos e mesmo assim ainda é difícil, mas assim se torna mais possível.

Deus abençoe a todos!

Pr. Max Jefferson

  • bottes noires femme pas cher

    Pretty nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I’ve really enjoyed browsing your blog posts. After all I’ll be subscribing to your rss feed and I hope you write again soon!

  • bottes noires femme pas cher

    Pretty nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I’ve really enjoyed browsing your blog posts. After all I’ll be subscribing to your rss feed and I hope you write again soon!